sábado, 9 de junho de 2012

Jusqu'á l'hermione





Em breve, meu barco parte.

Me leva inteiro quando parte.

Em breve, meu barco pedaço.

Porto, barco, mar.

E eu não sei nadar.

Em breve, meu barco parte.

Parte de mim, parte sem mim, parte comigo.

O mar é uma espécie de umbigo.

Em breve, meu parto barco.

Viagem, miragem, ilusão.

Me abarca, coração.

Em breve, meu pedaço barco.

Que mar, que vento, que nuvem.

FraGata nos telhados das ondas.

Seu leite é espuma.

Seu ronronar se ouve nas conchas.

Em pedaço, meu barco parte.

Seu porto, minha rota, meu farol.

Céu ruivém esconde sol.

Em parto, meu pedaço mar.

Tenho medo de secar.

Estou indo.

No porto, na porta, na parte,

ninguém.

Se despede de mim?



Um comentário:

Bê Sant Anna disse...

6,7 e 8 de julho. 3 dias de festa pra partida do L'Hermione, na França.
O encontrei em 2010. Hoje, ele me chama. Quer que eu parta com ele, pra sempre, pra onde e quando há mar.