terça-feira, 15 de novembro de 2011

Vontade de ser melhor

Amanhece escuro e ligo as luzes de natal da árvore nova que coloquei na sala.
O papai noel tem mais cara de papai noel desse jeito, não com aquela roupinha da Coca-Cola.
Sinto uma coisa boa.
Tenho todos os motivos desse mundo pra detestar o natal.
Mas escolhi os outros motivos que me fazem amar. O natal, quero dizer.
Esperança é um deles. Vontade de ser melhor. Vontade do ninho, um pouco de magia, daquilo que não se vê.
O Mistério da Fé é muito pouco explorado, hoje em dia. E nos damos ou com a auto-ajuda piegas ou com o entretenimento, o show pirotécnico da crença vazia.
"Eu SEI Deus", já dizia um pensador citado por meu professor no curso de extensão de Filosofísica.
Eu também.
Sei das luzes, do Mistério intangível da fé (pela via da razão), da alma, do sonho.
Sabedoria+Sonho+Entrega+Eros+Ânimus+Tempo+Graça+Eus+Silêncio=Mistério da Fé.
Ou algo parecido.
Comprei um livro novo sobre uma história de amor. Estou lendo dois com o mesmíssimo tema. Um clássico, um contemporâneo.
Neles, o indizível silêncio da minha sala em luz, espera e saudades de natal.

Nenhum comentário: