terça-feira, 5 de julho de 2011

e só.

Quando subimos a escada, tocava "Eu sei que vou te amar" ao piano.
Eu, não sabia.
Vou dormir cedo e tentar sonhar com minha avó.
Talvez ela venha, talvez ela apareça a me dizer que está tudo bem, e que ela, de lá, pode ver as luzes.
Exatamente como a outra vez.
Durmo um cochilo entre uma linha e outra desse texto e percebo que é hora de ir dormir.
É hora de fechar a boca, os olhos, os ouvidos. É hora de sonhar só e só.

Um comentário:

Brenda Ligia disse...

Saudade de você,puto.