sábado, 27 de fevereiro de 2010

Banana com cenoura

Hoje não corri os 28km programados no meu treino para a Maratona de Paris, que vou fazer no dia 11 de abril.

Não foi porque não quis. Não faltou banana. Nem cenoura.

Acontece que minha perna direita gritou.

Daí, já viu... duas paradas, alongamento, dobrei o Gatorade pra ver se o sal excasso era o problema. Sim, resolvi momentaneamente e concluí em 24km, 4km a menos. Continuei feliz.
28, 24, não importa.

O que importa: o estímulo está, a independer de humores, resultados, expectativas, projeções.

Quando se encontra O Caminho, a pegada é segura, os pés beijam o chão, se deitam aconchegados na cama de seu destino como criança em colo de mãe. O peito abre satisfeito e sente o vento, sabe? Fecham-se os olhos, o corpo arqueia, as asas surgem imponentes e se abrem para medir o tamanho do mundo, a compreensão do espaço.

Vai, amigo corpo: vente!

No caminhomeuninho, ventoencontro horizonte.

3 comentários:

(6) capreta disse...

Acabei de voltar da minha corrida de 6km MORTA, como você aguenta correr 24km? :O rs
Beeeijos!

Bê Sant Anna disse...

Hahaha!
Boa. Sábado passado foram 26km! E imagina então correr a maratona, que são 42km!!!!
Vamo que vamo!!! :)

Andre disse...

Treinar para uma maratona já é um grande feito.
Largar uma maratona, um ponto atingido por poucos.
Completar, nao é apenas tarefa para poucos, mas para aqueles realmente fora de série. 42 Km é dificil até para profissionais, é muito desgastante, é muito sacrífio para o corpo... É UM BAITA DESAFIO. Coisa para atleticanos !!!
Desde já: parabéns