segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Onde dentro



É uma pena que não posso contar onde é esta cachoeira.
A peregrinação do domingo, dia 29 foi muito especial.
Seis pessoas com vontade de re-conhecer a natureza, encontrar o saudável, o bom, o belo, dar espaço para a poesia visual.
É uma pena que não posso contar onde é esta cachoeira.
De jipe, calango nas rochas e terra da estrada, subimos e descemos rumo ao lá longe. Onde não há. Onde é dentro, em nós, brotando água e irrigando sonhos. Poços de esperança em um mundo onde não se pode contar onde é esta cachoeira. Mas vale procurar. Nas reentrâncias dos morros, onde a paisagem faz curva, detrás da expectativa, em baixo da cama do cotidiano.
Procure lá, no aqui de dentro de si.

*Veja o vídeo...

4 comentários:

... disse...

Cachoeiras sempre me trazem boas lembranças.
Foi a diversão de anos enquanto vivi em uma cidade universitária.
Intrigou descobrir essa.

Bê Sant Anna disse...

Obrigado por postar, Três Pontinhos. Apareça!
Se não puder aqui, numa cachoeira! Hehehe. :)

Gustavo Coelho disse...

Valeu pelo fim de semana! Seu blog tá super legal! A poesia do seu texto suplantou a emoção do passeio. Esse é meu brother! Um grande abraço.
Gustavo

Anônimo disse...

Que coisa mais linda Bê... toda essa poesia.
Bj
Adriane

" Onde é dentro, em nós, brotando água e irrigando sonhos."