sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Às vezes






Quanto vale o Amor?

Às vezes, ouço essa música. Às vezes, não. Às vezes, reflito sobre isso. Às vezes, não. Às vezes, canto, às vezes, praça, às vezes, mato, às vezes, caça, às vezes, brinco de esconder. Às vezes, não há esconderijo que me perca.

"Nem sei se gosto mais de mim ou de você" é uma contundente frase de valor atemporal. É um quadro torto na parede, a memória da pele, o sussurro do travesseiro, o escuro do teto, o verso do John. 

Lennon está certo: Life is what happens to you while you're busy making other plans.

While I'm busy, I barely hear. Parce que la vie est beaucoup plus simple en théorie. O no. 

O valor estésico da palavra só transcende a língua quando ela não está colada na pele do outro. 

Nem sempre.