segunda-feira, 26 de agosto de 2013

É logo ali.

*imagem search google "olinda"



– É logo ali, tem paciência que já tá chegando.

disse o namorado resiliente...


Pudera, ela arma um bico toda vez que não tem controle da situação. Se não fosse resiliente, já tinha chutado o balde.

Saíram cedo. Foram almoçar em Ouro Preto. Ela emburrada e ele tentando colocar uma cereja em cima da torta-do-cotidiano.

É assim. Às vezes, a gente tem que fazer do limão uma limonada. Nem sempre conseguimos agradar. Mas o jeito de olhar faz o dia-a-dia mudar sua cara. E existem alguns artifícios simples que podem fazer da tentativa de respiro, verdadeira inspiração, em seu sentido mais poético. Por que almoçar todo sábado no self-service-pra-não-dar-trabalho, se é possível inovar um tiquinho? Ouro Preto tá ali, pra quem mora em BH. Petrópolis tá ali, pra quem mora no Rio. Olinda tá ali, pra quem mora em Recife, e por aí vai. Ou por aí podemos ir.

Uma olhadinha no amigo google ou uma dica do colega de trabalho pode fazer a diferença quando se quer colocar tempero na relação, fugir da rotina, diminuir os gastos com remédios ou buscar fazer a vida mais gostosa. Eu sei, eu também adoro ir pro sítio da mamãe, eu também adoro almoçar com a sua mãe, meu amor, mas minha sogra não vai morrer se nesse final de semana a gente deixar ela inventar seu final de semana, pra gente inventar o nosso.

Mais Platão, Menos Prozac, o livro do Lou Marinoff (achei bem interessante), defende o uso da filosofia como corrimão, no lugar do remédio. Eu defendo a criatividade. Seja pra melhorar sua vida, pra melhorar sua relação conjugal, sua amizade, seu dia-a-dia. A vida é chata mesmo. Sua mulher é chata mesmo (a minha não), seu patrão é um pé no saco mesmo (o meu não), mas tudo isso tem cura. Basta olhar diferente e ter um pouquinho de criatividade.

Você já fez aula de remo? Equitação? Já almoçou em Garopaba? Já foi a Inhotim? Conhece os museus da sua cidade? E os botecos do seu bairro? Já deu uma volta à pé em toda a avenida do Contorno?

Depois quer trocar de marido e continua achando que a culpa é dele, né? Desarma esse bico e dá oportunidade pro programa diferente que ele propôs.

Convite: essa semana vamos propor alguma coisa diferente pra rotina?

Saiba que uma vida criativa e sem grande expectativa pode lhe surpreender, e muito... ;)

Pronto, meu bem, chegamos.


Um comentário:

Ana disse...

Onde eu assino?!? ;)