segunda-feira, 18 de junho de 2012

Quatro e meia




o silêncio chama
e escuto nada

tenho boca
na madrugada




Nenhum comentário: