quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

lugar da esperança


Em setembro de 1990, aconteceu minha estréia profissional no Teatro do Sesi, com um espetáculo cênico-musical, de nome Manoel, o audaz. Nele, 18 músicos/atores/dançarinos/cantores descobriam, revelavam a beleza de ser brasileiro, e percorriam o desejo de cidadania e emancipação, passando por lugares imaginários, presentes no sonho de quem faz desse Brasil um país de verdade. Lugares eram visitados: lugar do amor, lugar do sonho, lugar da esperança... lugares presentes no imaginário do homem comum, lugares visitados por quem crê e amanhece o dia-a-dia.

O lugar da esperança, trazia a linda música encantada de Guilherme Arantes que posto hoje, aqui, nesse meu lugar da dor, da esperança, do medo, da angústia, do prazer, da alegria, da diversão, do descompromisso, da mentira, da verdade, do exercício, da palavra, da minha poesia, do eu, do Outro de Lacan, do desejo, da transgressão, do recado, do nada, da tudo, da nada, do tudo.

Com vocês, a poesia de Guilherme Arantes:

Amanhã!

Será um lindo dia

Da mais louca alegria

Que se possa imaginar

Amanhã!

Redobrada a força

Prá cima que não cessa

Há de vingar

Amanhã!

Mais nenhum mistério

Acima do ilusório

O astro rei vai brilhar

Amanhã!

A luminosidade

Alheia a qualquer vontade

Há de imperar!

Há de imperar!

Amanhã!

Está toda a esperança

Por menor que pareça

Existe e é prá vicejar

Amanhã!

Apesar de hoje

Será a estrada que surge

Prá se trilhar

Amanhã!

Mesmo que uns não queiram

Será de outros que esperam

Ver o dia raiar

Amanhã!

Ódios aplacados

Temores abrandados

Será pleno!

Será pleno!

vídeo do youtube

Sou grato, Guilherme Arantes. Sou grato, colegas queridos de Manoel, o audaz. São 20 anos de uma linda história de arte, sonho e amor... Vamos ouvir, também, Guilherme Arantes.

imagem

Nenhum comentário: