domingo, 11 de julho de 2010

Being There - "a vida é um estado da mente"


Ele entrou no avião.
Com pouco tempo de vôo, começou a turbulência. Ele era acostumado, voava muito.
Mas essa turbulência estava fora do comum. A tempestade fazia do avião papel, um nada, um brinquedo. Olhou à sua volta e o pânico era generalizado, ninguém falava, todos paralizados pelo pânico.
Ao seu lado, inesperadamente, uma criança desenhava. Desde que começou a turbulência, lá estava ela, com suas folhas A4, giz de cera, desenhando tranquilamente enquanto todos estavam em desespero. Nem muito nova, nem muito velha, já tinha noção do que acontecia. Por isso, inusitada a cena.
Tomando um ar, tentando se recompor, a curiosidade foi mais forte que o pânico, tanto é que perguntou:
- Poxa, o avião balançando tanto e você aí, todo tranquilão, desenhando... você não tem medo não? - perguntou.
- Claro que não. - disse o menino. O piloto é meu pai.
***
Não me pergunto, mas deveria, o porquê de ter ficado tão tocado com essa história. Quem é mais próximo a mim, sabe. Desconfia. (Des confia?)
Ontem, estudando filosofia, hebraico, velho testamento, novo testamento, semiótica e sociologia, esta parábola contemporânea veio à tona. Deitados à tarde, eu e minha tia, viajávamos sem sair do quarto do apartamento dela no bairro Funcionários. Fomos longe perto, onde não há e encontramos perguntas várias. Minha resposta às perguntas, foi apenas um comentário que fiz a ela, que a fez procurar no dicionário etimológico uma palavra que a intrigou, que estava em meu comentário.
Eu disse à ela: - Você não imagina a quanto tempo estou em turbulência... e não sabe a quanto tempo tenho desenhado...
Desenhado?...
Qual a surpresa, ao descobrir, revelar, desvelar que DESENHAR vem de DESIGNAR?
Para um filosofágico estuandante de semiologia, a questão de con fiar no pai significando, toma outras proporções...



(p.s.: você não simplesmente odeia, quando eu escrevo um post que não dá pra entender?...)
(p.s.2: terminar o dia de ontem vendo MUITO ALÉM DO JARDIM com Peter Sellers - foto - e Shirley Maclaine foi ainda mais revelador... por favor, veja o filme, para que eu possa comentar em um próximo post. Incrível.)

Nenhum comentário: