domingo, 20 de dezembro de 2009

Para em tender ao diz curso



"l'anglais c'est la langue pour parler des affaires
le français c'est la langue pour parler d'amour
et l'espagnol c'est la langue pour parler à Dieu."



Tantico de inglês, pouquinho de francês, bocado de espanhol.
Ouso acre-ditar: a palavra, do oral, na língua.

Na ponta da língua.

A boca que beija, que fere, maltrata, nela brota semente,
do discurso, diz o curso, fala fel.

Oramor, orador, que sentimente e trai, se trai, resvala palavra.

A pá da lavra.

Garimpeiro de letras, embrenhado em sufixos, superlativos de nós, que classificam desatinos.

Destinos.

Tino pra continuar seguindo.
Procurando, pró-curando, pro cur ando e pro cor ando...
caminhando, palavrando, desatando. Palavreando.

Ajoelho nas letras, me cubro com frases e aguardo o silêncio:

O tempo é amigo da palavra.
O tempo, palestrante dos sentidos.