segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Sobre dormir e acordar


Ela é rica. Sua família é estruturada. Tem o segundo grau completo. Tem o curso universitário. Tem pós-graduação. Tem mestrado. Ela é culta, se veste bem, tem traquejo. Viajada, fala inglês. Fala outra língua. Tem um namorado inteligente, articulado, interessante. Ela é linda. Todos admiram sua beleza e seu jeito meigo de se portar. (de longe)

Mas ela é chata. E não sabe ser engraçada.

Como é chata e sem graça, não é convidada. Como é chata e sem graça, não consegue sentar em um boteco e ser interessante. Como é chata e sem graça, não tem amigos. Como é chata e sem graça suas qualidades magníficas se apagam. Ela se resume a ser chata e sem graça. E assim vai enganando a todos, porque ninguém sabe de suas tantas qualidades.

Até quando vai ser chata e sem graça? Ser chata e sem graça está na superfície da profunda mulher extremamente interessante que se esconde ali, atrás da chatice e do seu jeito sem graça. Será que ser chata e sem graça é uma escolha dela? Será que lhe é insuportável ser assim, boa, inteligente, culta, educada, amável? Será que ela tem espelho em casa? Será que ninguém vai fazer nada quanto a isso?

Alguém: ensine uma piada pra ela.

Alguém: ensine a moça ser agradável.

Alguém: dê um abraço nela, olhe em seus olhos e diga: - tudo bem você ser assim, boa, bela, bacana. Ela está precisando acreditar nela.

Quando ela deita a cabeça no travesseiro, nem o namorado dela a vê chorar. Por sentir o quanto lhe é insuportável a dor de só ser chata e sem graça.

Dorme bem moça. E acorda amanhã.


Imagem em:

http://img.wallpaperstock.net:81/a-dark-starry-night-wallpapers_7302_1024x768.jpg

4 comentários:

Carol Martins disse...

Caraca Be... seus dois ultimos textos me deixaram ate zonza de tao intensos. Amei!

Bê Sant Anna disse...

Obrigado, Carol! Ótimo setembro pra você e pra quem está lendo este comentário.

Renata Feldman disse...

Coitaaaaaaaaaaaaaaada!...

Pequena disse...

Sensacional, Bê. Sensacional. Sinto até que a conheço. Alguém ensina uma piada pra ela, meu Deus!